Páginas

Minha experiência com Dieta Hcg, Low Carb, Jejum intermitente, Detox...


 Bom dia povos,

desculpem a minha ausência, mas estou na correria aqui tratando de alguns problemas e projetos pessoais.

Como o verão está chegando e junto com ele vem as preocupações estéticas. Resolvi, hoje, compartilhar com vocês a minha experiência. Lembrando que eu não sou nutricionista e nem profissional da saúde ou ed. física. Estou apenas relatando a minha experiência.

Eu sempre tive tendência a engordar, então sempre procurei cuidar muito e fazer exercícios. Mas de uns anos pra cá eu relaxei nesse ponto. Resultado: muitos quilos a mais na balança, menos autoestima, mais irritabilidade. Confesso que eu tinha a mesma facilidade de ganhar peso e perder, mas ao longo dos anos ficou mais fácil ganhar e cada vez mais difícil perder.

Decidi que eu precisava mudar. Em outubro de 2018 eu iniciei as aulas de pilates 2x na semana, em janeiro iniciei também as aulas de funcional 3x na semana. Também iniciei uma pós graduação. Então pense na correria. Eu não estava cuidando da alimentação nesse momento, estava tendo resultados lentos. Em Maio, tive apendicite e precisei de cirurgia. Não pude mais continuar com os exercícios, para o meu desespero engordei horrores pela cirurgia, soro e antibióticos, e muito rápido. O que já estava ruim ficou pior. Como não podia fazer exercícios, fui atrás de tratamentos estéticos em uma clínica.

Nessa clinica consultei uma nutricionista no ano passado e ela me explicou da seguinte forma. Como durante muitos anos eu comi muito pouco, sim muito pouco mesmo, meu organismo começou a entender que deveria "armazenar gordura", pois eu estaria "passando fome". E dessa forma, mesmo comendo pouco, e comendo muito "errado", eu comecei a engordar. Essa nutricionista me passou uma dieta chamada de dieta do HCG, que consistia em ingerir no máximo 700cal por dia durante aproximadamente 30 dias. Essa dieta é usada em casos de obesidade, ainda não era o meu caso, já que eu tinha um sobrepeso. mesmo assim a clinica me vendeu o tratamento e eu no desespero fiz.

Pasmem, mas eu comia uma maior quantidade dealimentos com essa dieta, do que no meu dia a dia normal. Mas a quantidade de calorias era reduzida pela restrição de muitos alimentos, e a inclusão de alimentos mais saudáveis. Eu emagreci sim. Iniciei o tratamento com 81,8kg, 43,7% de gordura e 23,8% de massa magra (musculos), terminei 1 mês depois com 78kg, 42% de gordura e 24,9% de massa magra. Parece pouco, mas reduzir perto de 4kg, e mais quase 2% de gordura é bastante já que a gordura é muito volumosa. Seria quase uma perda de 7kg visualmente falando. Fiz a manutenção com a dieta Lowcarb prescrita, depois voltei a fazer essa dieta por mais 25 dias, mas sem acompanhamento. cheguei em 74kg.O peso de antes da cirurgia. Serviu porque fui madrinha de casamento.

O problema foi que já estávamos em Novembro, logo vieram as festas, e mesmo não exagerando muito, iniciei janeiro com 79kg. Sim engordei tudo de volta. Logo não valeu o sacrifício e nem o dinheiro gasto, que foi um valor bem significativo. 

Decidi iniciar na academia o ano de 2020. E assim o fiz. Me matriculei na academia e vou 5x na semana. Quando não consigo ir e também no período que ela ficou fechada por conta da quarentena, eu tenho a minha bicicleta ergométrica em casa, e eu faço 1h de aeróbico. Faça chuva ou sol.

A mudança é lenta. Não estava cuidando muito na alimentação. Por conta da HCG já havia eliminado a farinha branca do meu dia a dia. Mas era a única grande mudança na alimentação até então.

Há 4 meses estou fazendo acompanhamento com uma nutri. Estamos hoje no 4º protocolo. Iniciamos na LowCarb, ela calculou meu metabolismo basal e as calorias e macronutrientes que eu deveria ingerir. Não demorei a me acostumar com a dieta, já que era muito similar aos alimentos da HCG, só que a quantidade era maior. Confesso que hoje ainda tenho dificuldade em comer tudo o que eu preciso. Eu não tive nenhum dia do lixo em 30 dias no início. Eu iniciei com 80kg 35% de gordura corporal.

Depois passamos a uma estratégia onde eu tinha além da lowcarb, 3 dias veganos e 2 dias livres. Sim no segundo mês eu podia comer a vontade dois dias. Sorvete, chocolate, o que fosse. Mas eu me limitava a fazer 2 refeições livres só. Uma em cada dia. As vezes me dava uma sobremesa no almoço, mas era a minha opção. Eu perdi pouco peso na balança. Coisa de 2kg só. Mas o que eu reduzi de medidas vocês não fazem ideia. Então a Nutri explicou: Esquece a balança, músculo pesa muito mais do que gordura, você está emagrecendo, definindo, perdendo volume. A balança aqui serve só apara conseguimos calcular a porcentagem de gordura perdida. Ela não deve ser considerada sozinha. Nessa fase eu estava com 77,5kg e não calculamos a gordura.

Então passamos a terceira estratégia, a LowCarb com Jejum intermitente. Eu fazia Jejum 3x na semana e tinha 2 refeições livres. Continuei perdendo medidas, mas não "peso na balança". Aqui estava com 78kg (500g a mais que n mês anterior), 29,3% de gordura corporal.

Hoje eu sigo no 4º protocolo. Um detox super restritivo que foi calculado para mim. Estou finalizando ele.

Essa detox é lowcarb, tive os 3 primeiros dias veganos e restritos a 700cal, e também com restrição de algumas frutas, legumes e oleaginosas. Os dias mais difíceis na minha opinião. Depois segui a dieta acrescentando algumas frutas, ovos e peixes. Após 15 dias do inicio pude acrescentar frango, oleaginosas e raízes. Sigo ainda sem carne vermelha, sem farinhas, sem chocolate, acúcar e coisas do gênero. Lembrando que tudo foi calculado para mim, para o meu objetivo. Minha avaliação é na próxima Segunda-feira. Na minha úlmia pesagem estava com 71,1Kg. Saberei o percentual de gordura na segunda feira. Tenho 1,73m de altura. Pretendo chegar aos 69kg até Domingo ainda.

Segue a minha evolução em fotos. Desde o início do ano até o último sábado.





Guarda roupa capsula como iniciar

 Bom dia Povos!

Tudo bem com vocês?

Então, o assunto hoje eu acho de extrema relevância para a vida. Como vocês sabem eu sou uma pessoa consumista, sim! De uns bons tempos para cá, estou tentando mudar os meus hábitos de consumo e consumir mais conscientemente. E é basicamente sobre isso o post de hoje.

O guarda roupa capsula, nada mais é do que um conceito, onde com uma quantidade X de roupas, você consiga montar inúmeros looks. Isso é possível pois todas as peças se combinam.

Eu ainda não atingi esse nirvana, eu confesso. Mas todas as minhas compras hoje são pensadas. Sabe aquelas perguntinhas: Eu quero? Eu posso? Eu preciso? Então eu ainda não sei usá-las. (risos de desespero) Normalmente eu paro no: Eu quero! Mas eu "desenvolvi um método"para parar de me empolgar em promoções e comprar o que eu não vou usar nunca!

Primeiro eu tenho consciência das peças que hoje compõe o meu guarda roupa. Parece bobo, mas o fato de você organizar o guarda roupa e ver tudo o que você tem, faz toda a diferença. Tenho duas pastas no Pinterest: Uma de inspirações fashion (que são as imagens que geram em mim a vontade de consumir novas roupas) e uma pasta com looks (montados com peças que eu já tenho no meu guarda roupa).

Quando eu vejo uma peça muito linda de inspiração, eu só vou comprar ela, caso eu fique muitos meses namorando e pensando nela. Porque eu sei que esse "apego sentimental" vai me fazer usar ela muitas vezes, mas mesmo assim se eu achar que ela não conversa com o restante do meu guarda roupa, eu dificilmente compro.

Quando eu estou na pasta de looks, ai fica mais fácil eu comprar as peças que estão lá. Isso porque eu já tenho algumas peças que combinam e já tenho ideias de como usar a peça nova.

Como iniciar um guarda roupa capsula: O segredo são peças básicas e clássicas. Escolha elas dentro do seu estilo. Esse é o início, depois você acrescentas peças nas cores que você gosta e que te valorizem, ok? Mas vamos lá:

Botoms: Calça jeans, calça branca, calça de couro, legging preta, saia preta curta, saia preta longa, saia xadrez, saia jeans, short jeans, short branco.

Tops: T-shirt branca, t-shirt preta, t-shirt mescla, blusa listrada preto e branco ou marinho e branco, regata branca, regata preta, manga longa preta, manga longa marinho, camisa preta, camisa branca.

Tricot: Mostarda, marinho, cinza, preto, off white, listrado preto e branco, marrom. (pode variar em finos e gorssos, suéter e cardigãns, alongados e curtos).

Jaquetas: Jeans e  de couro preta, ou caramelo, blazer preto ou off white.

Casacos: Trench coat de lã batida preto, cinza, ou bege/caramelo, Trench coat de sarja ou oxford bege ou preto, parka preta ou verde militar.

Vestidos: Longo preto de festa, curto preto, curto estampado, longo estampado

Calçados: Sandália de tira fina preta e/ou nude, scarpin de verniz preto e/ou nude, tênis branco, tênis preto, sapatilha bicolor (bege e preto), sapatilha preta, sapatilha ou flat ou tênis de oncinha, bota cano baixo preta ou marrom, bota montaria marrom ou preta, bota cano médio ou alto bico fino e salto fino preta ou marrom, rasteirinha.

Vamos lá, ninguém precisa sair correndo às compras. Se você não tem tudo isso, ok! Essas peças são básicas e facilitam as combinações do que você tem em casa. Abuse muito dos acessórios, pois eles são baratos e dão outro toque ao visual: óculos, lenços, colares, pulseiras, cintos, estolas, relógios, bolsas, anéis...

Outra dica também: evite comprar peças que estão muito em evidência em determinada estação, pois elas caem em desuso muito rápido, então logo você se cansa ao ver todo mundo igual.

Estou postando no meu instagram @camilacristhine ideias de looks usando apenas uma peça, segue lá. Comecei como uma forma de me distrair na quarentena e estou amando o resultado.